domingo, 29 de setembro de 2013

23 25 27 e 29 de Setembro

E esse tempo escasso...
Gostaria mesmo de controlar melhor o tempo e a minha inspiração...
talvez eu não quisesse mesmo escrever nada...
Eu tô bem já...

sábado, 21 de setembro de 2013

Dia da árvore

E a árvore genealógica da gente...
Dessas que nos dão raiz, e mantem a gente no chão, nesse chão do mundo real...                                          E é por isso que ando aos voos por aí...

"Como beber dessa bebida amarga
Tragar a dor e engolir a labuta?
Mesmo calada a boca resta o peito
Silêncio na cidade não se escuta
De que me vale ser filho da santa?
Melhor seria ser filho da outra
Outra realidade menos morta
Tanta mentira, tanta força bruta
Pai! Afasta de mim esse cálice."

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

De repente as coisas mudam de lugar.

E quem perdeu pode ganhar...

Daquelas que as crianças fazem perguntas embaraçosas e o silencio fala mais. Cercada de crianças há tempos... desistindo mesmo de desistir!

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Teu fluir é melhor do que tudo que conheço...

Eu não sei o que dizem os astros, ou as cartas do tarô.
Mas eu sei que Deus me deu a vida...
Pra valer a pena!

domingo, 15 de setembro de 2013

E todas essas primaveras...

                                                                     

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Terror da sexta-feira 13

"Quando eu era pequena, eu achava a vida chata."
Dessas atormentações corriqueiras e diárias, que qualquer ser dito normal suporta dia após dia e vai levando a vida; muitas vezes até feliz...
Mas eu, eu transformo o mínimo desconforto em um caos e isso torna minha existência muito mais difícil do que ela deveria ser. Não é que eu não goste de viver... eu só não gosto de viver aqui. Acredito mesmo que existe um mundo em que as pessoas tem luz na consciência, acredito em um lugar evoluído e plenamente confortável de viver...
Estou tão cansada dos altos e baixos... Eles me desgastam, me consomem e pouco a pouco me transformam numa coisa triste e sozinha.
"Te troco minha vida, por um troco qualquer."

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Onze dias

                                             'Que quanto mais me conhece, menos me quer...

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Chove lá fora... e eu nem posso ver a chuva.

Esse dia nove, e meu primeiro aniversário sem minha mãezinha...
Coração apertadinho... Queria ela aqui, nem que fosse pra eu lembra-la de que é meu aniversário; e vê-la sorrir e dizer segurando na minha mão: É minha fia, Deus te abençoe. 
Saudades... 

sábado, 7 de setembro de 2013

Depois de um dia normal...

Daqueles do dia 7...
Tudo melhor esse ano, mais sereno, mais ameno, mais racional!

É muito bom ter o controle do meu sentimento. É muito bom!

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Cinco dias

A abertura de "big bang a teoria" em uma tela enorme e minha solidão naquele quarto apertado... e todos os pensamentos psicóticos que me assombravam um pouco antes de dormir...
http://www.youtube.com/watch?v=tmz5JVmJ4CM
Saudades de olhar pela janela...

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Dia 3

Do terceiro dia e minha insatisfação com o trabalho... Aquela que frustra e me faz contar os minutos pra que os dias acabem logo e pra que esses meses passem depressa...
Do terceiro dia e minha fome... Aquela de comer coisas gostosas, doces e caras... Me fazem querer como se fosse meu último desejo...
Do terceiro dia e minha alegria de estar aqui, bem aqui mesmo nesse lugar escrevendo e esperando ela chegar... Antes era ansiedade e preocupação... Tanta insegurança que doía... Mas hoje, no meu terceiro dia estou plena e segura.

" Já sei olhar o rio por onde a vida passa, sem me precipitar e nem perder a hora "

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Não é habitual escrever em dias pares...

Mas hoje choveu...

"Avisa lá que está chovendo é o fim da sequidão, diz ainda que a gente conseguiu sobreviver a dor; e Deus mandou a chuva..."

domingo, 1 de setembro de 2013

Setembro...

Dessas tardes longas, quentes com cara de chuva... uma delícia de dia, de paz dentro de mim, de alegria, de felicidade...
Seja bem vindo meu setembro... me traga suas doçuras!