quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Auto estima

Estou certa de que não tenho mais nove anos pelo menos há vinte e um anos... (risos)
Mas a sensação ainda me volta furiosa... me pega de jeito e me derruba num golpe certeiro de comiseração e angústia... Me sinto exatamente "feia, muito feia. meu cabelo, pior ainda"
E não tenho dinheiro! No filme, 'Em busca da Felicidade' o cara sofre com problemas financeiros, e só é feliz quando depois de muito esforço consegue um bom emprego que lhe garanta dinheiro com folga todos os meses. Só aí ele encontra a felicidade! Eu estou bem naquela parte onde ta tudo apertado, tudo difícil, e tem gente pior do que eu, e minhas reclamações e frustrações e ansiedades tem de ficar reprimidas porque afinal tem gente pior que eu.
Então, ainda não encontrei a felicidade nesse âmbito (dinheiro) da vida, porque no amor, pela primeira e inédita vez estou plenamente feliz! (será que  isso de que ninguém pode ter tudo é real? ). Agora some: Falta de felicidade mais feiura mais cabelo pior que é igual: Baixa auto estima.
E Ponto.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Dessas, as minhas palavras...

"Até a ultima gota sair... De alma... De forca... De pensamentos... De sentimentos.... 
Sair da única maneira que lhe resta... 
Até não te restar nada! 
Nesse momento você entende tudo! 
E nada te consola! 
E nada te rouba! 
E Deus esta ali! Em cada movimento arrancado... Em cada pensamento anulado...
Em cada grito calado.... Em cada sorriso escondido! 
E Ele vê! 
E isso é maravilhoso! 
No limite a gente se conhece!"

Por Lunna Gomes

domingo, 29 de setembro de 2013

23 25 27 e 29 de Setembro

E esse tempo escasso...
Gostaria mesmo de controlar melhor o tempo e a minha inspiração...
talvez eu não quisesse mesmo escrever nada...
Eu tô bem já...

sábado, 21 de setembro de 2013

Dia da árvore

E a árvore genealógica da gente...
Dessas que nos dão raiz, e mantem a gente no chão, nesse chão do mundo real...                                          E é por isso que ando aos voos por aí...

"Como beber dessa bebida amarga
Tragar a dor e engolir a labuta?
Mesmo calada a boca resta o peito
Silêncio na cidade não se escuta
De que me vale ser filho da santa?
Melhor seria ser filho da outra
Outra realidade menos morta
Tanta mentira, tanta força bruta
Pai! Afasta de mim esse cálice."

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

De repente as coisas mudam de lugar.

E quem perdeu pode ganhar...

Daquelas que as crianças fazem perguntas embaraçosas e o silencio fala mais. Cercada de crianças há tempos... desistindo mesmo de desistir!

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Teu fluir é melhor do que tudo que conheço...

Eu não sei o que dizem os astros, ou as cartas do tarô.
Mas eu sei que Deus me deu a vida...
Pra valer a pena!

domingo, 15 de setembro de 2013

E todas essas primaveras...

                                                                     

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Terror da sexta-feira 13

"Quando eu era pequena, eu achava a vida chata."
Dessas atormentações corriqueiras e diárias, que qualquer ser dito normal suporta dia após dia e vai levando a vida; muitas vezes até feliz...
Mas eu, eu transformo o mínimo desconforto em um caos e isso torna minha existência muito mais difícil do que ela deveria ser. Não é que eu não goste de viver... eu só não gosto de viver aqui. Acredito mesmo que existe um mundo em que as pessoas tem luz na consciência, acredito em um lugar evoluído e plenamente confortável de viver...
Estou tão cansada dos altos e baixos... Eles me desgastam, me consomem e pouco a pouco me transformam numa coisa triste e sozinha.
"Te troco minha vida, por um troco qualquer."

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Onze dias

                                             'Que quanto mais me conhece, menos me quer...

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Chove lá fora... e eu nem posso ver a chuva.

Esse dia nove, e meu primeiro aniversário sem minha mãezinha...
Coração apertadinho... Queria ela aqui, nem que fosse pra eu lembra-la de que é meu aniversário; e vê-la sorrir e dizer segurando na minha mão: É minha fia, Deus te abençoe. 
Saudades... 

sábado, 7 de setembro de 2013

Depois de um dia normal...

Daqueles do dia 7...
Tudo melhor esse ano, mais sereno, mais ameno, mais racional!

É muito bom ter o controle do meu sentimento. É muito bom!

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Cinco dias

A abertura de "big bang a teoria" em uma tela enorme e minha solidão naquele quarto apertado... e todos os pensamentos psicóticos que me assombravam um pouco antes de dormir...
http://www.youtube.com/watch?v=tmz5JVmJ4CM
Saudades de olhar pela janela...

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Dia 3

Do terceiro dia e minha insatisfação com o trabalho... Aquela que frustra e me faz contar os minutos pra que os dias acabem logo e pra que esses meses passem depressa...
Do terceiro dia e minha fome... Aquela de comer coisas gostosas, doces e caras... Me fazem querer como se fosse meu último desejo...
Do terceiro dia e minha alegria de estar aqui, bem aqui mesmo nesse lugar escrevendo e esperando ela chegar... Antes era ansiedade e preocupação... Tanta insegurança que doía... Mas hoje, no meu terceiro dia estou plena e segura.

" Já sei olhar o rio por onde a vida passa, sem me precipitar e nem perder a hora "

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Não é habitual escrever em dias pares...

Mas hoje choveu...

"Avisa lá que está chovendo é o fim da sequidão, diz ainda que a gente conseguiu sobreviver a dor; e Deus mandou a chuva..."

domingo, 1 de setembro de 2013

Setembro...

Dessas tardes longas, quentes com cara de chuva... uma delícia de dia, de paz dentro de mim, de alegria, de felicidade...
Seja bem vindo meu setembro... me traga suas doçuras!

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

"Esse Momento raro de segurança plena"

Curioso como a música influencia no humor... Acabo de encontrar umas boas e antigas e ando me sentindo muito bem, tão confortável e segura como se tivesse certeza do meu propósito na vida! Tudo por causa de umas músicas... Chega até me dar um ar no coração. Inexpressivelmente um momento de muita paz! Esse tempo totalmente diferente parece ser a mais exata e real expressão de amor, como nunca senti antes. Esse Momento raro de plena segurança ... Pode parecer pretensioso afirmar que felicidade agora mora comigo e que jamais vai me deixar?! E como é bom compartilhar e servir a quem se tem amor,
Como Eu Te Amo [Amy Grant] Por que os amantes se separam? E o que faz o amor se acabar? Quando os pedaços de um coração partido voltarão a se unir? Você tem chorado na escuridão E você tem se sentido sozinho Não tenha medo do que irá encontrar Quando acender as luzes Refrão Ninguém vai te dizer adeus Não,ninguém irá partir Desta vez,meu bem,eu estou aprendendo como te amar,te amar Ninguém vai te fazer chorar Não,ninguém jamais realmente tentou te amar Como eu te amo...como eu te amo! Que triste a lembrança do passado Que terrível cicatriz Mantém você apanhando pedaços de seu destroçado coração Havia um tempo Em que a esperança morava lá dentro E eu sei que haverá um tempo, Em que você poderá acreditar outra vez Por quanto tempo você tem se sentido só? Por quanto tempo você tem se sentido triste e melancólico? Desta vez,meu bem,eu estou aprendendo como te amar,te amar Ninguém vai te fazer chorar Não,ninguém jamais realmente tentou te amar Como eu te amo...como eu te amo!

quarta-feira, 20 de março de 2013

Queria sempre essa alegria.

Os caminhos estão distantes... mas isso não me impede de viajar por eles, Para tornar a realidade suportável, todos temos de cultivar em nós certas pequenas loucuras ... ' viver sonhando quem me dera..

terça-feira, 5 de março de 2013

Quando criança minha mãe Me queria calmaria Água doce, quase parada Mas me fiz tempestade Ondas arrebatadoras Devastadoras Mar em fúria Transpondo o intransponível Buscando o inalcançável Neste turbilhão de emoções. Gislaine Guerin

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Desistir?

Me arrancando pedaços. Tão cansada e serena... Porque passam por minha vida e me arrancam os pedaços? Cansada de suportar... Serena, apesar... Só queria os meus pedaços de volta, Só queria poder me ajuntar...

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Dois Mil e Treze

Delicadeza de fazer amor...

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Ela...

Olha, Será que ela é moça? Será que ela é triste? Será que é o contrário? Será que é pintura o rosto da atriz? Se ela dança no sétimo céu Se ela acredita que é outro país E se ela só decora o seu papel E se eu pudesse entrar na sua vida Olha, Será que é de louça? Será que é de éter? Será que é loucura? Será que é cenário a casa da atriz? Se ela mora num arranha-céu E se as paredes são feitas de giz E se ela chora num quarto de hotel E se eu pudesse entrar na sua vida Sim, me leva para sempre Beatriz Me ensina a não andar com os pés no chão Para sempre é sempre por um triz Ah, diz quantos desastres tem na minha mão Diz se é perigoso a gente ser feliz Olha, Será que é uma estrela? Será que é mentira? [mentira. . mentira. . mentira] Será que é comédia? Será que é divina a vida da atriz? Se ela um dia despencar do céu E se os pagantes exigirem bis E se um arcanjo passar o chapéu E se eu pudesse entrar na sua vida. . .